Terríveis dois anos de idade: o que está acontecendo nesse período de desenvolvimento?

Monday, 20 de January de 2020

Os dois anos de idade são conhecidos como os terríveis dois, e há algumas razões para isso. Por quê? O que está acontecendo nessa fase que pode ser tão complicado? É muito comum ver crianças nessa idade chorando, gritando e tendo crises até mesmo violentas. Ao mesmo tempo que essa fase também é terna, doce e alegre!

A criança, agora não mais bebê, já fala, corre, abre porta, desce da cama, sobe na cama, arrasta e carrega cadeira pela casa. Com toda essa habilidade motora, explorar o mundo é o que mais gosta de fazer! Tudo o atrai e a exploração ocorre tocando, cheirando, ou até mesmo prova com a boca para saber como é. Gosta de ajudar e se sente muito importante ajudando, observa os adultos nas tarefas diárias e quer imitar e ajudar.

Emocionalmente na maioria das vezes ele consegue se expressar com palavras e sinais, ou ainda com afeto e abraços. Fala por si mesmo ainda muitas vezes na terceira pessoa: “Rodrigo quer sair”, “Maria quer bolacha”. De qualquer maneira, expressa o que quer e gosta de rotina. “De novo” é uma expressão constante, assim como os rituais criados pelas próprias crianças. As sequencias são muito importantes, ao acordar ou para ir dormir (banho, escovar os dentes, ler o livro), ou mesmo para comer (prefere comer repetidos alimentos que já conhece). Nessa fase a criança quer que tudo ocorra sempre da mesma maneira, que tudo esteja no mesmo lugar. Os rituais evitam que as crianças entrem em conflito por terem que fazer escolhas. Mesmo as escolhas dentro dos rituais podem gerar conflitos, como colocar roupa, comer, tomar banho. Nesse momentos de esclhas, para evitar conflitos, vale tentar usar perguntas que não resultem em respostas positivas ou negativas. Na transição para se tornar independente dos pais as crianças de dois anos desejam fazer tudo da maneira deles, mas ao mesmo tempo estão descobrindo que se espera deles que sigam certas regras. 

Quando tudo está fluindo bem, estar por perto dos de dois anos de idade pode ser precioso. Entretanto, certas coisas podem ser tensas, gerar choro, atitude explosiva e até mesmo violenta. Momentos de descontrole podem acontecer e são totalmente normais durante o desenvolvimento. Os pais devem sempre tentar manter a calma e tentar distrair a criança, mas quando isso não é possível, ignorar passa ser uma alternativa. Em público, os pais podem tentar tirar a criança da atenção de todos até se acalmarem. Além disso, tentar evitar situações desafiadoras que sabidamente irão trazer certo momento de descontrole. Entendendo melhor as mudanças que ocorrem aos dois anos pode ajudar aos pais em suas demonstrações de amor e respeito, possibilitando educar crianças confiantes.

Outro grande ponto importante, que vale lembrar, no diz respeito às fases das crianças, está no bem-estar do casal, mas esse pode ser um tema para um outro BLOG! Segue aqui a referência para adiantar: Algarvio, S., Leal, I., & Maroco, J. (2018). Parental Stress Scale: Validation study with a Portuguese population of parents of children from 3 to 10 years old. Journal of Child Health Care22(4), 563–576. https://doi.org/10.1177/1367493518764337

 

 

Shelov SP, et al. Your two-year-old. In: Caring for Your Baby and Young Child: Birth to Age 5. 6th ed. New York, N.Y.: Bantam Books; 2014.

Ames LB, Frances L. Your two-year-old: Terrible or Tender, 1980

 

Autor: Clarissa Cavarsan








Social InteractionBehavioral Research LabCognitive NeuroscienceConsciousness States ResearchPlasticity, nfb & nModnEdu & nDevImplicit LearningMotivation, Emotion & CravingAttention & MemoryLanguage ProcessingLearning & MemorySocial Cognition & InteractionsMetacognition & MindSetDecision MakingHuman CompetenceExecutive Functions