EEG x NIRS - Concorrentes ou Aliados?

Tuesday, 26 de July de 2022

EEG ERP NIRS fNIRS What to know

¿Qué necesitas saber?

Interesse de algumas áreas de estudo sobre as propriedades elétricas de meios fisiológicos não é novidade alguma. Já no século XVIII, o multifacetado cientista italiano Luigi Galvani demonstrou a chamada ‘animal electricity’[1] através de um experimento aparentemente simples que se tornou mundialmente famoso, sendo comparado na cultura pop ao fenômeno ‘Frankenstein’ - através dele evidenciou a existência de atividade elétrica nos nervos, gerando contrações nas pernas um de animal morto.

 

Fig. 1. Experimentos que Galvani realizou sem o uso de componentes metálicos. (A) O experimento de 1794: quando a superfície das secções do nervo toca o músculo, a perna contrai. (B) O experimento de 1797: quando a superfície de uma seção do nervo ciático direito toca a superfície intacta do nervo ciático esquerdo, ambas as pernas se contraem. A interpretação de Galvani desses experimentos foi correta sobre a questão principal levantada (a existência de eletricidade animal), mas não para o mecanismo de excitação proposta. O contato não permitiu simplesmente a condução elétrica passiva, mas resultou em uma estimulação local causada pela diferença de potencial existente entre lesões superfície do tecido intacto. [2] [3]

 

Desde então, inúmeros foram os esforços aplicados no campo da eletrofisiologia para entender suas propriedades, significados e possibilidades de manipulação. Em especial, no ano de 1924, o psiquiatra e neurologista alemão Hans Berger conectou dois eletrodos ao couro cabeludo de um garoto de 17 anos e detectou uma pequena corrente elétrica - esse foi o primeiro registro de um EEG (eletroencefalograma) [4].

 

Hoje, a comunidade científica tem à mão diversas ferramentas tecnológicas para captação e análise de sinais eletrofisiológicos. Desde que a presença de atividade elétrica no cérebro passou a ser uma certeza, as investigações  precisaram ser refinadas e consequentemente mais complexas - atualmente, os equipamentos são julgados através de diversos critérios rigorosos como resolução temporal, resolução espacial, portabilidade, sensibilidade à artefatos, custo e etc. Na etapa de delineamento experimental de um projeto, todas essas questões são levadas em conta ao julgar quais os equipamentos mais adequados à pergunta que se deseja responder.

EEG NIRS Mobile Wearable

EEG NIRS Mobile Wearable

EEG NIRS Mobile Wearable

NIRS fNIRS Mobile

NIRS fNIRS Mobile

NIRS fNIRS Mobile

EEG amplifier Mobile Wearable Small wireless EEG

EEG amplifier Mobile Wearable Small wireless EEG

EEG amplifier Mobile Wearable Small wireless EEG

NIRS-fNIRS Short distance channels

NIRS-fNIRS Short distance channels

NIRS-fNIRS Short distance channels

EEG 32 64 128 160 channels with 32 channel modules

EEG 32 64 128 160 channels with 32 channel modules

EEG 32 64 128 160 channels with 32 channel modules

NIRS fNIRS HyperScanner

NIRS fNIRS HyperScanner

NIRS fNIRS HyperScanner

EEG NIRS Solution for Academic Research Centers

EEG NIRS Solution for Academic Research Centers

EEG NIRS Solution for Academic Research Centers

EEG-fNIRS ultimate compact solution

EEG-fNIRS ultimate compact solution

EEG-fNIRS ultimate compact solution

NIRS-fNIRS EEG ERP Multimodal Solution

NIRS-fNIRS EEG ERP Multimodal Solution

NIRS-fNIRS EEG ERP Multimodal Solution

NIRS online NIRS-fNIRS BCI

NIRS online NIRS-fNIRS BCI

NIRS online NIRS-fNIRS BCI

EyeTracking NIRS EEG

EyeTracking NIRS EEG

EyeTracking NIRS EEG

NIRS fNIRS High Density

NIRS fNIRS High Density

NIRS fNIRS High Density

EEG-fMRI NIRS-fNIRS

EEG-fMRI NIRS fNIRS

NIRS EEG Mobile Solution

NIRS EEG Mobile Solution

NIRS EEG Mobile Solution

BrainSupport Solution for Neuroscience Researchers

BrainSupport Solution for Neuroscience Researchers

BrainSupport Solution for Neuroscience Researchers – Neuroscience to improve Latin American Identity. Scientific questions and experimental designs for the development of culture, behavior, perception and Latin American consciousness.

EEG NIRS - Visto isso, é fácil entender o número de estudos que se apoiam em sistemas de integração multimodal.

Em resumo, ao traçar um panorama geral das técnicas disponíveis no mercado, os prós da fNIRS se tornam complementares aos contras de outras ferramentas como a fMRI e EEG / ERP (event-related potential) - fNIRS tem melhor resolução temporal, é mais fácil e mais rentável de implementar do que fMRI, por outro lado, sua  resolução espacial é mais limitada). Em comparação, o fNIRS tem melhor resolução espacial do que EEG / ERP, no entanto, tem a resolução temporal diminuída.

The content published here is the exclusive responsibility of the authors.

Autor: @Félix
#eegerpbci #eegfmri #eegnirscombined #nirslatam #eeglatam #eegnirseyetracking #nirsfnirs #nirsbcineurofeedback #eegdataanalysis #neuroscience #mobileeeg #eegelectrodecaps