Contribuições de tratamentos atuais em neurociências

Wednesday, 16 de September de 2020
Com as descobertas em neurociências e especialmente da plasticidade cerebral, muitos dos tratamentos em psicopatologia foram revolucionados. Hoje, além dos tratamentos tradicionais que é a medicação e a psicoterapia, também surgiram outros tratamentos. Essas são técnicas de neuromodulação e interface cérebro máquina.

- Neurofeedback: permite fazer um treinamento no cérebro como uma forma de auto regulação da elétrica atividade cerebral, equilibrando o seu funcionamento e melhorando a capacidade cognitiva e emocional. Este consiste na colocação de elétrodos que captam as ondas cerebrais através de um EEG para análise dos padrões que são decodificados e processados por um software, permitindo que funcionamento do cérebro possa ser acompanhado em tempo real pela tela de um computador. Ao longo de algumas sessões, a própria pessoa vai aprendendo a treinar o cérebro para que funcione de forma mais equilibrada, tratando os problemas de funcionamento ou, pelo menos, aliviando a sintomatologia. Através dele, é possível estimular problemas de alterações no funcionamento cerebral como: Ansiedade; dificuldades de memória; Transtorno do estresse pós-traumático (TEPT); depressão; Autismo; transtorno de atenção e hiperatividade (TDAH), transtornos de aprendizagem, de sono, entre outros.


- Estimulação transcraniana por corrente continua: consiste em aplicar um campo eletromagnético para modular o Sistema Nervoso, atuando na regulação da área neuronal estimulada, inibindo ou estimulando seus neurotransmissores responsáveis por alguma função ou comportamento.  As pesquisas vêm mostrando um grande potencial em psicopatologias como: depressão, esquizofrenia, bipolaridade, distúrbios Cognitivos leves, dependência química, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), etc.

- Estimulação magnética transcraniana: bem parecida com a ETCC só que eles utilizam uma bobina. Tem seus efeitos bastante comprovados para a depressão.

 

     Fonte: Yingchi Technology (2020)

- Realidade virtual: A RV Imersiva cria mundos gerados por computador interativos, que substituem as percepções sensoriais do mundo real por outras geradas digitalmente, produzindo a sensação de estarem realmente em novos ambientes em tamanho natural. Têm sido muito usada em transtornos de ansiedade, fobias específicas, por exemplo como está na foto, o medo de aranha, tentando ir dessensibilizando o paciente, e outras fobias como medo de elevador, de falar em público, avião, etc. Também têm sido bastante usada em estresse pós traumático. distúrbios sexuais, do sono, distúrbios alimentares, TDAH, alcoolismo, etc.


Fonte: Mercado e consumo (2019)

Para alguns desses tratamentos é imprescindível a captação da atividade elétrica cerebral. Na nossa plataforma dispomos de EEG que consegue capta-las, clique aqui e confira.

 


Referências

GARCIA-PALACIOS, Azucena et al. Virtual reality in the treatment of spider phobia: a controlled study. Behaviour research and therapy, v. 40, n. 9, p. 983-993, 2002.

HAMMOND, D. Corydon. What is neurofeedback?. Journal of neurotherapy, v. 10, n. 4, p. 25-36, 2007.

LEFAUCHEUR, Jean-Pascal et al. Evidence-based guidelines on the therapeutic use of transcranial direct current stimulation (tDCS). Clinical Neurophysiology, v. 128, n. 1, p. 56-92, 2017.

The content published here is the exclusive responsibility of the authors.

Autor:

Livia Nascimento Rabelo

Support

livia@brainsupport.co









EEG ERP BCIEEG fMRIEEGSocial InteractionEEG combinedBrain StimulationEEG ElectrodesTMS researchResponse DevicesElectrodes EPHYSGame TheoryConsciousness States ResearchPlasticity, nfb & nModEEG Electrode CAPsEEG CombinednEdu & nDevMotivation, Emotion & CravingTranslational EducationAttention & MemoryLanguage ProcessingLearning & MemoryNeuropoliticsAgingMetacognition & MindSetDecision MakingNeuroscience of ConsciousnessExecutive FunctionsPhysiology & BehaviorNeuroArtNeuroPhilosophyChoice MechanismsNeuro-Glia InteractionsSelf PerceptionNeuroRightsPerception & ActionStress & CognitionSocial PreferencesNeuroArt