Como aprendemos com os outros?

Sunday, 12 de June de 2022

Quando falamos sobre aprender, rapidamente associamos a aprendizagem acadêmica, escolar, etc. Porém, essa não é a única forma que aprendemos. Nosso cérebro também construí novas associações a partir da observação e da interação com outras pessoas. Essa outra forma de aprender é chamada de aprendizado social.Um exemplo clássico é ver alguém cometendo um erro e não cometê-lo no futuro, isso aconteceu graças à aprendizagem social!!!

No dia a dia todos nós estamos sempre cercados de muitas pessoas, pare e pense, a maior parte do tempo você está com sua família, amigos e professore, por exemplo. Essa interação e observação nos faz aprender bem mais do que imaginamos, portanto, você provavelmente aprende com os outros todos os dias e talvez sem nem mesmo perceber! A diferença aqui é que em vez de usar livros, A NOSSA FONTE DE APRENDIZADO SÃO AS PESSSOAS! 

Isso facilita bastante nossa vida, porque não precisamos aprender tudo sozinhos sempre, pois, a partir dos erros e acertos dos outros nós acabamos aprendendo coisas sem precisar desse esforço a mais. Somado a isso o aprendizado social pode permitir que você conheça e entenda melhor as pessoas, contribuindo até mesmo na sua forma de se comportar. Essas habilidades de aprendizado social ajudam você a ter um bom relacionamento social, contribuindo para seu bem estar! Nós podemos fazer isso a partir de dois processos: observando as pessoas ou interagindo com elas.

Cientistas desenvolveram estudos usando ressonância magnética funcional para tentar entender que áreas do seu cérebro são usadas nessa habilidade. Com isso, descobriram pelo menos duas áreas cerebrais importantes são recrutadas para a aprendizagem social: o estriado (que é a área que calcula os erros de previsão, pois, seu cérebro observa esse erro de previsão e garante que você aprenda com ele) e o cortex pré-frontal medial

Agora que você sabe mais sobre como aprendemos com os outros, provavelmente você pensou em seus próprios exemplos de quando aprendeu com ou sobre os outros. Da próxima vez que observar ou conhecer outras pessoas, pense nos incríveis cálculos que estão acontecendo em seu cérebro e como isso te ajudou durante toda a vida a aprender com mais eficiência e se comportar da melhor maneira!



Referências


KOELE, I; WESTHOFF, B; VAN DE GROEP, I. Social Learning and the Brain: How Do We Learn From and About Other People?. Front. Young Minds. 8:95, 2020. doi: 10.3389/frym.2020.00095.

HOYOS, P. M; KIM, N. Y; KASTNER, S. How is magnetic resonance imaging used to learn about the brain? Front. Young Minds 7:86, 2019. doi: 10.3389/frym.2019.00086

JOINER, Jessica et al. Social learning through prediction error in the brain. NPJ science of learning, v. 2, n. 1, p. 1-9, 2017.

NUSSENBAUM, K; COHEN, A. Equation invasion! How math can explain how the brain learns. Front. Young Minds 6:65, 2018. doi: 10.3389/frym.2018.00065.

The content published here is the exclusive responsibility of the authors.

Autor:

Livia Nascimento Rabelo

#formri #functionalconnectivity #inhibitorycontrolswitching #stresslearningbullying #psyneuroimmune #responsedevices #languageprocessing #neurocognition #attentionperceptionaction #sportmotorbehavior #sleepluciddream #stimuluspresentations #brainstimulation #tmsresearch #eegactiveelectrodes #physiologyandbehavior #socialinteraction #motivationemotioncraving #bienestarwellnessbemestar #semioticsresearch #neurorights #executivelegislativejudgmentfunctions #humancompetence #sentienceconsciousness #decisionmaking #metacognitionmindsetpremeditation #socialpreferences #culturalneuroscience #autonoeticconsciousness #agingmaturityinnocence #neuroart