A comunicação entre pessoas de diferentes classes socioeconômicas

Sunday, 25 de October de 2020

Diferenças sociais...como lidamos com pessoas com status econômico diferente que o nosso?

Fonte: Politize (2019)

As pessoas tendem a possuírem um ciclo de amizade e convívio onde o grupo tem características semelhantes, como por exemplo ideologias, hobbies, etc. Tendemos a nos aproximarmos das pessoas parecidas com a gente, que fazem coisas parecidas com o que fazemos, mas claro que isso não exclui a possibilidade de termos uma interação forte com pessoas diferentes...Aliás, isso é o que vem ocorrente cada vez mais.

Muitos de nós temos amigos com status econômico diferente do nosso e, mesmo assim, convivemos sem problemas e temos uma aproximação grande com essas pessoas. Mas, e o nosso cérebro, como ele reage?

Um estudo realizado sugere que o nosso cérebro responde de forma diferente quando falamos com pessoas de origem socioeconômica diferente que a nossa, quando comparado com pessoas com o status socioeconômico semelhante.

O projeto fez o uso da espectroscopia de infravermelho próximo funcional (fNIRS) durante um experimento de comunicação ao vivo, frente a frente, entre os participantes. Destes, foi proposto interações entre pessoas com escolaridade e níveis de renda diferentes e a aquisição de dados foi feita durante o diálogo, para analisar a atividade cerebral

Figura: Projeto   (Descorbeth et. al, 2020)

Como resultado, as regiões do lobo frontal, córtex pré-frontal dorsolateral esquerdo, área frontopolar e pars triangulares foram mais ativadas durante o diálogo entre grupos de alta disparidade socioeconômica do que os que apresentavam pouca diferença no status. Também foi possível perceber que os sinais do lobo frontal eram mais sincronizados entre os cérebros.

Figura: Coerência dos sinais cerebrais (Descorbeth et. al, 2020)

O que isso significa? Essas áreas citadas estão envolvidas com à produção da fala, a linguagem baseada em regras, controle cognitivo e atencional. Quando as pessoas com condições socioeconômicas diferentes conversavam, eles apresentam um nível de ansiedade e esforço mais alto. Os resultados são muito interessantes, visto que foram identificadas redes neurais importantes para a compreensão do processo.

Segundo os autores, os humanos tem uma neurobiologia que ajuda a navegar pelas diferenças sociais e essas descobertas podem auxiliar em frentes como aspectos sociais, econômicos e de aprendizado. Identificando melhor o funcionamento dessas redes neurais, pode ser possível direcionar melhor o aprendizado das crianças, tentar reduzir as visões preconceituosas das pessoas, etc.

Interessante, né? A tecnologia NIRS permite o desenvolvimento e análise de projetos promissores pelo seu custo benefício, como a portabilidade e por ser um equipamento não invasivo.

Referências

Descorbeth, O., Zhang, X., Noah, J. A., & Hirsch, J. (2020). Neural Processes for Live Pro-Social Dialogue Between Dyads with Socioeconomic Disparity. Social cognitive and affective neuroscience.

American Psychological Association Socioeconomic Status Office  (n.d.). Socioeconomic status . Retrieved July 25, 2019

Bolis D., Schilbach L. (2018). Observing and participating in social interactions: action perception and action control across the autistic spectrum. Developmental Cognitive Neuroscience, 29, 168–75

The content published here is the exclusive responsibility of the authors.

Autor:

Mariane de Araujo e Silva

Support

mariaraujo@brainsupport.co









NIRSfor MRINeuroscience LabSocial InteractionBrain StimulationStimulus PresentationsResponse DevicesPhysiology and BehaviorPlasticity, nfb & nModMobile EEG NIRS applicationsMotivation, Emotion & CravingTranslational EducationAttention & MemoryLanguage ProcessingLearning & MemoryCultural NeuroscienceMetacognition & MindSetDecision MakingHuman CompetenceSport & Motor BehaviorExecutive FunctionsFunctional ConnectivityPhysiology & BehaviorInhibitory Control & SwitchingNeuroPhilosophyChoice MechanismsSkill LearningSelf PerceptionPerception & ActionStress & CognitionSocial PreferencesInhibitory Control & Switching